IMPRIMIR ENVIAR POR E-MAIL
Fale conosco através do formulário abaixo:







    * campos obrigatórios.

SALÁRIO MÍNIMO PROFISSIONAL

 

De acordo com a Lei 4.950-A/66 de 22 de abril de 1966, as determinações referentes ao salário mínimo profissional são:


NÍVEL SUPERIOR: diplomados pelos cursos regulares superiores mantidos pelas Escolas de Engenharia, de Arquitetura, de Agronomia, de Geologia, de Geografia, de Meteorologia e afins com curso universitário de 04 (quatro) anos ou mais.

Dedicação diária:

- 6 horas = 6,00 salários mínimos.

- 7 horas = 7,25 salários mínimos.

- 8 horas = 8,50 salários mínimos.

 

NÍVEL SUPERIOR: diplomados pelos cursos regulares superiores, mantidos pelas Escolas de Engenharia, de Arquitetura, de Agronomia, de Geologia, de Geografia, de Meteorologia e afins, com curso universitário de menos de 04 (quatro) anos.

 

Dedicação diária:

- 6h = 5,00 salários mínimos.

- 7h = 6,04 salários mínimos.

- 8h = 7,08 salários mínimos.

 

TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO:

O salário de técnico não é regulamentado por lei, sendo de livre acordo entre as partes.

 

Nota 1: Artigo 82 da Lei 5194/66. Vetado pelo Senhor Presidente da República e mantido pelo Congresso Nacional (D.O.U. DE 24 de abril de 1967).

Nota 2: A resolução nº 397, de 11 AGO 1995, assegura aos Geólogos, Geógrafos, Meteorologistas e Tecnólogos, o cumprimento da lei do salario mínimo profissional conforme Lei 4950-A/1966.

 

Em caso de dúvidas entre em contato com o Setor de Teleatendimento através do telefone (48) 3331-2000, ou consulte Dúvidas Frequentes.

CREA-SC - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina

Atendimento ao público

PRESENCIAL das 09h as 17h.

TELEFÔNICO das 08h as 18h.

Telefone: (48) 3331-2000 | Fax: (48) 3331-2119 | E-mail: crea-sc@crea-sc.org.br

CNPJ: 82.511.643.0001-64

Rodovia Admar Gonzaga, 2125 - Caixa Postal: 125 - CEP: 88034-001
Itacorubi - Florianópolis (SC)
Desenvolvido por: Agência Hive